Kung Fu

O Clube de Kung Fu Hong Long preserva o ensinamento tradicional de Kung Fu Shaolin, propriamente, Clássico.

Seguindo a metodologia clássica de treino, a Escola incentiva o rigor na aprendizagem do praticante. O Kung Fu, para além de ser uma arte marcial, é também uma cultura. É por essa razão que duvidamos da possibilidade de se aprender esta arte, num curto espaço de tempo.

O Kung Fu é uma arte marcial que exige muito do praticante. A dedicação, o empenho, a determinação e o sacrifício para progredir, são alguns dos conceitos a ter em conta, principalmente, para quem tenciona tornar-se praticante desta arte. Uma vez praticante, terá de seguir outros conceitos (ver na página de Shaolin).

Esta prática destina-se a praticantes em fase adolescente e adulta (a partir dos 13 anos). O tipo de treino será de alto rendimento, com exercícios física e mentalmente exigentes e com grau de dificuldade muito elevado. É claro que, numa fase inicial, os exercícios terão o grau de dificuldades intermédia para a adaptação por parte dos praticantes mas o nível de exigência mantêm-se elevado.

O método de treino da Escola Hong Long inside sobre:

– Posições de Base (uma ferramenta muito importante para a aprendizagem e aplicação das técnicas. Saiba mais em Técnicas Base);
– TaoLu/Formas (um conjunto de técnicas pré-definidas através das quais se transmitem o espírito marcial);
– Técnicas de Combete (inclui defesa pessoal – Chin Na/Chaves, ataque e defesa, deslocação em posições de base, etc.);
– Jiao Xu ou Sombra – Combate com adversários imaginário (aqui, o praticante executa combinações de várias técnicas de combate, aplicando-as à um ou vários adversários imaginários);
– Armas tradicionais chinesas (vara, sabre, espada, Kwan Dao, Pu Dao, etc.);
– Chi Kung/Qi Gong (é um conjunto de exercício respiratórios, com o objectivo de promover a saúde. Saiba mais em Qi Gong);
– Combates – San Shou (aplicação de técnicas aprendidas em conjunto com o colega de treino);
– Filosofia (consiste na discussão de vários temas relacionados com o Kung Fu e/ou com a sociedade em que estamos inseridos);
– San Da (é a vertente desportiva dos nossos combates, onde os praticantes preparam-se para as competições oficiais. Saiba mais em San Da);